Informação sobre emprego, dinheiro e economia em geral, mediante a sua caracterização e conjuntura envolvente.

Está Desempregado e quer Emigrar

0

Está desempregado e quer emigrar? Com a falta de emprego ou de trabalho e o desemprego a aumentar devido à crise económica e financeira, esta é uma possibilidade óbvia para muitas pessoas. A Europa mergulhada na incerteza de uma crise que demora em passar, as pessoas as empresas e os estados mergulhados em dívidas e na estagnação a emigração é uma aspiração legítima. O futuro de muitos jovens está comprometido mesmo que no caso Portugueses seja a geração mais qualificada de sempre não em contra saída profissionais às suas aspirações, dai aspirar a algo melhor ou seja partir na incerteza de um futuro melhor, mas para onde? Mas para dar esse passo e para que não seja mais doloroso do que já é, é importante que vá bem preparado.

está desempregado e quer emigrar

Leia também: Emprego dicas para seniores

Documentos

– Tenha toda a documentação necessária e em dia, como por exemplo o cartão de cidadão, a cópia do contrato com as condições oferecidas e visto caso seja preciso.

Referências

– Antes de decidir partir mesmo, deve tomar informações sofre a entidade empregadora utilize na União Europeia a rede Eures, ou mesmo embaixadas e consulados.

Residência

– Se tem intenção de permanecer mais de três meses, deve solicitar uma autorização de residência nos serviços administrativos respectivos do país para onde quer emigrar.

Qualificações

– O reconhecimento de diplomas, certificados ou qualificações específicas, deve ser necessário solicitar o reconhecimento dos mesmos perante os organismos competentes do país de acolhimento, consulte o Instituto do Emprego e Formação Profissional.

Impostos e Segurança Social

– Quando faz as malas, terá que se sujeitar às leis do país de acolhimento. As contribuições para a segurança social e os impostos são pagos no país para onde vai viver e trabalhar, peça o número de contribuinte.

Cuidados de Saúde

–No espaço Europeu pode requisitar o cartão Europeu de seguro de doença, que permite que tenha acesso ao serviço nacional de saúde nas mesmas condições que os locais.

Conta bancária

– Pode ter que abrir uma conta bancária para receber o seu salário. Se for para um país fora da zona euro, a empresa pode exigir-lhe que abra uma conta num banco local.

Leia também: Como procurar emprego

Não perca a oportunidade de assim aproveitar e beneficiar destas orientações para si que está desempregado e pretende emigrar. Transmita-nos as suas opiniões! E se já está emigrado ou desempregado, partilhe este artigo, deixe um comentário, sobre a sua experiência.

Veja Também:

Deixar Resposta