Emprego Dinheiro - Informação sobre emprego, dinheiro e economia em geral, mediante a sua caracterização e conjuntura envolvente.

Sobreendividamento o que fazer

0
Sobreendividamento o que fazer, como o Emprego Dinheiro debate temas relacionados com dinheiro, desta vez leva aos leitores,uma maneira de ganhar dinheiro, ou mesmo de não gastar dinheiro, encontrando soluções reais e objetivas para evitar ou atenuar o sobreendividamento. Se já não paga as prestações, a penhora, a dação em cumprimento ou a insolvência são as três vias restantes. Situações inesperadas, como doença, morte, desemprego ou invalidez podem agudizar a situação económica de um agregado e levá-lo ao sobreendividamento. Este problema requer abordagens complementares de cariz preventivo e de âmbito corrector. Podemos então falar em educação financeira e responsabilizar as instituições financeiras. 

Já foi abordado aqui no
Emprego Dinheiro, outros temas relacionados, que podem consultar nestes artigos abaixo;

 Crédito e euribor

Conselhos para poupar dinheiro

Vamos reduzir o orçamento familiar

Para este problema existem dois modelos de tratamento: o reescalonamento das dívidas e a sua liquidação. Sendo que o primeiro passa por ajustar o plano de pagamentos das dívidas, ao rendimento da família, ou individuo. A segunda abordagem, na liquidação do património familiar e no perdão das dívidas remanescentes, menos por exemplo as de alimentação. O ideal será uma mistura dos dois modelos complementando-se assim, de uma maneira mais consensual. Conselhos a levar em consideração, para evitar o incumprimento:

  •  Só deve recorrer ao crédito para antecipar um consumo se for considerado indispensável;
  •  Antes de recorrer ao crédito, analise os seus ganhos e despesas sabendo que a taxa de esforço, não deve ultrapassar os 30% a 40% do seu rendimento;
  •  Não contraia mais empréstimos para pagar outros créditos já existentes;
  •  Não tente enganar as instituições financeiras para conseguir mais créditos, nem peça empréstimos em nome de outras pessoas;
  •  Contrate um seguro de protecção ao crédito para evitar o incumprimento em situações inesperadas;
  •  Elabore um orçamento, tendo em mente as despesas habituais e futuras;
  •  Seja rigoroso e disciplinado nas suas prioridades de consumo identificando as despesas que podem e devem ser adiadas;
  •  Poupe sempre, independentemente do valor;
  •  Faça todos os meses um orçamento e cumpra-o;
  •  Faça um pé-de-meia, para fazer face a imprevistos;
  •  Poupar nos seus hábitos, e nas despesas da casa, como na fatura da água, por exemplo;
  •  No supermercado, compare preços, leve lista de compras e não compre por impulso;
  •  Se entrar em rota de colisão com seu banco, observe o seguinte;
  •  Não peça mais créditos;
  •  Peça ajuda ao supervisor, neste caso o Banco Central;
  •  Elabore uma lista com as suas despesas e defina aquelas que se podem anular ou mesmo reduzir;
  •  Não aceite um plano que sabe, não poder vir a cumprir;
  •  Trace um orçamento rigoroso e sustentável e cumpra-o;
  •  A consolidação dos créditos, pode ser uma alternativa válida;
  •  E finalmente, pode solicitar a insolvência, mas pondere os prós e contras da decisão.

Não perca a oportunidade de seguir este conjunto de regras, para o ajudar a enfrentar o sobreendividamento. Transmita-nos as suas opiniões! E se já teve oportunidade de usar algumas destas dicas, deixe um comentário, sobre a sua experiência de sobreendividamento.

Deixar Resposta