Negócio Online

0
Já pensou em aproveitar todas as potencialidades da internet para lançar o seu negócio online e de maneira lucrativa? Mercados e oportunidades de dimensão global e em crescimento, a possibilidade de expansão, investimento inicial diminuto e uma tecnologia cada vez mais de encontro às suas necessidades, ainda não o convencem? Leia este artigo como pode aproveitar todo o potencial do negócio online.

negócio online

As estatísticas mais recentes indicam que o número de utilizadores da internet atingem valores recorde em todo o mundo mesmo nos países com menos recursos e cada vez são gastos mais milhões através da internet. Em média, cada utilizador europeu gastará cerca de €500 por ano através do comércio electrónico. Estamos a considerar apenas comércio online e a excluir uma grande parte do negócio que se faz através da internet, como por exemplo o desenvolvimento de websites, a publicidade e as redes sociais. Embora que, se possa pensar que ainda não assistimos verdadeiramente a todo o potencial do mercado online são as baixas taxas de penetração de algumas regiões emergentes, enquanto os países do chamado primeiro mundo apresentam taxas de penetração de utilizadores Internet na ordem dos 74%, enquanto, a Ásia e África contam com taxas de 17 e de 5,6%, respectivamente.

Se levarmos em linha de conta a dimensão populacional e a área geográfica bem como o crescimento do PIB nos últimos anos, começamos a ter uma ideia de quanto podem valer países como a China, o que representa um crescimento anual de cerca de 43%. Existe assim um denominador comum apesar desta crise financeira sem precedentes, as empresas que apostaram na internet parecem imunes e continuam a crescer. Até a McDonald’s decidiu apostar no comércio electrónico, rentabilizando mais ainda o seu poder e enorme influência global, através de ferramentas de marketing e interacção comos seus inúmeros clientes. Não há dúvidas que vale a pena investir na Internet, e então como se começa uma empresa online?

O primeiro aspecto a ter em conta é a proposta de valor que vai apresentar ao mercado. Para ser bem sucedido, tem de existir uma boa ideia, que as pessoas gostem e comprem na qual estejam dispostas investir o seu dinheiro. Neste aspecto muito se assemelha à realidade: os seus consumidores ou leitores, são pessoas com necessidades, gostos e atitudes e é através da sua compreensão que o negócio online existe. Porém, muitas empresas já estabelecidas e que decidem avançar para a Internet não se adaptam devidamente, usando o website da empresa como um repositório online, errado, os utilizadores da Internet têm necessidades específicas que não podem ser esquecidas: a necessidade de interacção com a sua empresa, website, exclusivamente através do computador bem como a segurança dos meios de pagamento ao dispor.

Os clientes que gostam mais de comprar no comércio dito tradicional, elas fazem-no, mas se optam pelo comércio electrónico é porque têm um propósito para isso para isso. Porque não têm disponibilidade de se deslocar fisicamente a uma loja, ou simplesmente porque preferem não sair de casa, a opção pela Internet é uma razão válida. Na ausência de contacto humano directo, o consumidor tende a valorizar a credibilidade da empresa por detrás do website, o tipo de referências que a empresa possa apresentar, a política de garantias. Existem empresas conhecidas que seguem os gostos e preferências dos seus clientes para avaliar que tipo de produtos pesquisam e compram para assim sugerir apenas aqueles que têm maior probabilidade de irem ao encontro de cada um. Quanto à insegurança que muitos clientes receiam quanto aos meios de pagamento, existem actualmente soluções muito interessantes, pode optar por recorrer a soluções robustas e bem conhecidas no mercado, do género Paypal. Do ponto de vista interno, um negócio na internet requer um investimento inicial muito baixo e os custos de operação também são relativamente reduzidos, o que os torna acessíveis a um grande número de empreendedores.

Não é necessário alugar instalações físicas e não é necessário contratar pessoal, se assim o pretende. Se decidir começar uma empresa de comércio electrónico, não tem de investir nos custos iniciais que costumam ser bastante elevados. Um negócio online é uma das formas mais acessíveis de começar a sua própria empresa, o seu próprio negócio, o seu próprio trabalho. Dispor livremente do seu horário e trabalhar à sua medida as horas de expediente normais pois o seu negócio está online 24 horas por dia, 365 dias por ano, não se preocupando com horários. Trabalha quando tem a obrigação de o fazer e em qualquer ambiente e com a certeza que o futuro é uma certeza, que o seu negócio é uma porta aberta para o mundo, o mundo do negócio online.

Veja Também:

Deixar Resposta