O Imobiliário

0

Em momentos de recessão e austeridade o imobiliário pode e deve ser considerado um bom negócio. Para comprar propriedades da maneira convencional é necessário possuir dinheiro no banco, ou conseguir o respectivo crédito. Sem ambos é difícil ir a qualquer lado, nem o proprietário nem o credor o levarão a sério. O que vai fazer se não tem um bom crédito ou não tem as poupanças suficientes para um pagamento inicial?

Ser um comprador original significa simplesmente que não pode entrar em contacto com um agente imobiliário, andar às voltas, encontrar uma propriedade dos seus sonhos e fazer uma oferta. Provavelmente vai ter de encontrar alguém que esteja disposto a trabalhar consigo e com a sua situação. Tem de encontrar um proprietário que esteja tão motivado para vender como você está para comprar. Aquilo que procura é alguém que precisa de sair rapidamente de uma hipoteca ou que tenha uma propriedade à venda no mercado há bastante tempo. Infelizmente, nos dias de hoje esta situação é muito comum e não há falta deste tipo de propriedades.

o imobiliário

Existem muitas razões para que uma casa ou outro tipo de propriedade não tenha sido vendida facilmente. Pode ser porque necessita de grandes e importantes reparações. Talvez esteja mal localizada, as divisões sejam poucas, o quintal seja pequeno ou até mesmo a sua vizinhança. Talvez seja por causa do mau mercado. Independentemente do caso, o seu trabalho é encontrar esse vendedor cheio de motivação, porque os vendedores motivados são verdadeiros vendedores criativos.

Já foi abordado aqui no Emprego Dinheiro, outros temas relacionados, que podem ser consultados nestes artigos abaixo;

Como reduzir o imposto da sua casa

Simulador de crédito à habitação

Alugar casas

– A casa livre:

Se quando for à procura de uma casa como investimento ou por necessidade, a melhor coisa que pode encontrar é uma casa vazia à venda. Uma casa vazia é uma casa que está a custar bastante dinheiro a alguém. Significa que muito provavelmente o proprietário tentou vendê-la, não conseguindo, mudou-se, agora pode estar preso ao pagamento de duas hipotecas e precisa de vender a casa.

– O divórcio:

Situação muito usual também de encontrar, podendo constituir um bom negócio para o comprador, claro! Um divórcio, principalmente um litigioso, significa muitas vezes que as partes necessitam de vender a casa com rapidez.

– Falecimento:

Quando uma pessoa idosa falece e deixa a casa ou outra propriedade aos seus herdeiros, os herdeiros muitas vezes colocam-na à venda, como meio de repartir dividendos.

– Vendas do estado:

Muitas vezes os serviços fiscais, ou de finanças tem necessidade de colocar à venda propriedades de contribuintes faltosos, constituindo estas propriedades excelentes negócios, uma vez que são colocadas à venda pela parte restante da divida do contribuinte ao estado.

– Leilões:

Com a falta de pagamento do crédito à habitação pelas famílias, as instituições bancárias tem necessidade de colocar os imóveis no mercado, através de leilões, sendo assim um excelente oportunidade para o comprador, uma vez que estes imóveis estão a um preço inferior ao de mercado.

– Execução de Hipotecas no imobiliário:

um prédio que esteja à beira do encerramento é um imóvel onde o proprietário pode estar muito receptivo a um negócio proveitoso para o comprador. Em vez de ter um crédito, muitos proprietários que se encontram nesta situação estão dispostos a vender a propriedade, quando em outro cenário isso não seria de equacionar.

Agora sim, o imobiliário é um excelente momento para os compradores pouco convencionais. Boa sorte!

Veja Também:

Deixar Resposta