ferramentas

Fórmulas de Calculo de Juros



Mais duas fórmulas com exemplos práticos que podem ser aplicadas para esclarecer aquelas dúvidas sobre juros, que muitas vezes todos nós temos.

O juro simples

O juro simples, ou seja, o juro relativo a um determinado período de tempo, corresponde ao capital a multiplicar pelo valor da taxa de juro nesse mesmo período. O juro simples é também definido como “juro corrido”.

Exemplo; 
Para um capital de 6000 euros, aplicado durante um ano a uma taxa de juro nominal (r) de 4%, o juro simples será de 240 euros.
Juro = C x r = 6000 x 0,04 = 240 euros

fórmulas de calculo de juros

O juro composto

O juro composto consiste na capitalização dos juros simples. No juro composto, o juro simples obtido em cada período é adicionado ao capital inicial, constituindo um novo capital. Os juros são, assim, capitalizados verificando-se juros de juros ou a formação de um capital crescente.
“Capitalização” significa, assim a incorporação do juro simples no capital, obtendo-se um novo capital (maior que o inicial), o qual vai ser também ele remunerado. Enquanto o juro simples cresce à medida com o tempo vai decorrendo, o juro composto cresce mais do que proporcionalmente com o tempo.
 Aprenda aqui como calcular os juros bancários.

Exemplo; 
Para um capital inicial de 6000 euros, remunerado à taxa de juro de 4% e capitalização semestral, o juro simples no 1º semestre é de 120 euros e no 2º semestre de 122,40 euros.
                     0,04
Juro = 6000x  ——  x6 = 120 euros
12

Somando o juro simples obtido no 1º semestre ao capital inicial, obtemos um capital de 120 euros. Assim, o juro simples no 2º semestre é:
                     0,04
Juro = 6120x  ——  x6 = 122,40 euros
12

Concluindo é que, para uma mesma taxa de juro, quanto maior for a frequência de pagamento de juros, maior será o juro composto que se obtém no final do período.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *